quinta-feira, 10 de março de 2016

Casamento precoce: imprudência ou não?

   Recém-saídos da adolescência, muitos meninos e meninas encaram o desafio de viver a dois. Decidem se casar sem maturidade, sem a menor condição financeira e emocional para assumir esse compromisso

      Embora dados do IBGE mostrem que a idade dos noivos esteja subindo, ainda assim é muito expressivo o número de jovens que decidem se casar muito cedo, especialmente os evangélicos. A maioria destes se casa muito cedo. Mas, afinal, o que justifica tanta pressa em subir ao altar, diante de tantas possibilidades da vida moderna?

Por que as pessoas se casam cedo?
    Além do sexo com cônjuge liberado no caso dos cristãos, especialistas mostram que, dentre as razões contrariam a tendência atual de se postergar o casamento, está o ideal de amor romântico e a vontade do jovem ser independente. Mas, destacaremos a seguir ainda alguns outros motivos relevantes para o casamento precoce dentro e fora da igreja.

A busca da felicidade
    Na nossa cultura, desde pequenas, as meninas estão acostumadas a ouvir histórias sobre príncipes, castelos luxuosos, cavalos brancos e felicidade eterna. Nos contos de fadas, o casamento aparece justamente como o resultado de uma conquista e a garantia de um final feliz.
    Inebriadas pelo chamado “complexo de Cinderela” – termo usado pela psicologia para explicar o comportamento de mulheres que tem como grande sonho encontrar o homem “ideal”, se casar e assim ser “feliz para sempre”. Muitas meninas, movidas pelo sonho de encontrar o seu “príncipe” que lhe garanta uma felicidade eterna, embarcam na realidade do casamento como se fosse esse tipo de aventura.
      O casamento passa a ser encarado como o ponto alto de todas as conquistas da vida e o meio pelo qual a pessoa conseguirá encontrar a tão sonhada felicidade. A menina se rende aos encantos do casamento idealizado e acreditando que a felicidade plena se consegue assim. Por isso desejam uma cerimônia com toda a pompa, justamente por considerar este momento o mais feliz de sua vida.
   Geralmente o “encantamento” dura muito pouco, pois as responsabilidades do casamento e a falta de maturidade para lidar com as diferenças entre os recém-casados comumente transformam o sonho em frustrações.
Fugindo da pressão familiar
    Alguns jovens buscam no casamento um meio de fugir dos problema familiares. Criam a expectativa falsa de independência, movidos apenas pelo encanto da paixão, sem nenhuma experiência para lidar com a parte prática do casamento.
     O intuito é apenas a conquista da tão sonhada independência. Mas com o tempo, o companheirismo se transforma em cobranças e em uma “nova prisão”. Geralmente o casal começa a se distanciar e as brigas tornam-se rotineiras levando, muitas vezes, ao divórcio.

Cobrança social
     A educação recebida em casa e a cobrança social são fatores que também influenciam na decisão de se casar cedo. Existe uma cobrança muito forte em casa e na igreja, principalmente em relação à menina quanto ao seu papel de esposa e mãe. As cobranças recebidas, aliadas ao medo de ficar só, o “ficar para titia”, faz com que algumas meninas se precipitem e entrem em relacionamentos inadequados. Ou mesmo corram desesperadas em busca de um(a) companheiro(a).
      Pessoas que entram numa relação sem se perguntar o que quer com o casamento, como se imagina no futuro e como planeja seus passos na vida para conseguir tudo isso, tendem a acordarem anos depois e perceberem que não fizeram a coisa certa.

O medo de pecar
     Há ainda aqueles quer se casam porque veem no casamento uma forma de fugir da tentação de fornicar. Neste caso o casamento passa a ter o único objetivo de dar ao jovem a liberdade de se relacionar sexualmente sem pecar.
       Além dos conflitos que o jovem enfrenta para manter uma vida de castidade, existe ainda as cobranças em casa e principalmente na igreja, resultando muitas vezes em casamentos apressados, com um tempo muito curto de namoro, não dando aos noivos a oportunidade de se conhecerem bem.
   Embora o casamento possa ser um meio de extravasar legitimamente os impulsos sexuais, isto não significa que se deva apressar o casamento apenas por esta razão. O sublime do homem cristão é ter o domínio próprio e saber controlar os seus impulsos (Gálatas 5.22).
   Jovens que se casam apenas por essa razão ignoram completamente o verdadeiro sentido do casamento e o compromisso que estão assumindo.
Problemas do casamento precoce
     Quando o casamento é antecipado, a vida adulta chega bem antes da hora e o jovem passa a assumir responsabilidades que só deveriam vir mais tarde. Ocorre que uma queima de etapa, levando os jovens a pularem vivências, experiências e descobertas importantes para a formação da maturidade. Algumas pessoas começam a desabrochar para a vida alguns anos depois de casadas, sentindo necessidade de sair do relacionamento para conhecer os seus próprios desejos.
       Alguns estudos apontam que pessoas que se casam muito cedo estão propensas até a problemas de saúde mental como variação de humor, transtornos de ansiedade, do pânico, transtorno bipolar e depressão. Havendo maior incidência para as mulheres.
     Outro problema causado pelo casamento precoce é a falta de maturidade do jovem casal. A imaturidade emocional gera sentimentos com insegurança, ciúmes, complexos, timidez excessiva, medo do fracasso, autocrítica em excesso, resultando em brigas, discussões, agressões e profundos traumas.

O papel da igreja na família e na sociedade
       A igreja deve orientar pais e filhos quanto à responsabilidade e planejamento para o matrimônio por meio de cursos para noivos, seminários, palestras e aconselhamento, porque alguns já pensam em cair fora, como se fosse igual a terminar um namoro, mas esquecem que existem vidas em jogo, principalmente se houver filhos nessa relação.
      Havendo uma interação entre a igreja, a família e os noivos, no planejamento e preparação para o casamento, com certeza, se evitará muitos futuros divórcios entre os jovens cristãos.

Por: Jamiel de Oliveira Lopes
Fonte: http://novavidaemamor.com/?p=116#more-116

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço e será um prazer receber seu comentário que depois de aprovado será publicado.