sábado, 19 de março de 2016

Alto índice de divórcio no meio evangélico

    Como entender o alto índice de divórcios no meio evangélico, principalmente por aqueles que deveriam ensinar e defender o casamento indissolúvel? Será que aqueles ou aquelas que violam esta doutrina bíblica da indissolubilidade do casamento realmente aceitam que cometeram pecado contra Deus e se arrependem? Hoje se separa por qualquer coisa e se tem a sensação de Deus está concordando com isto. Eu recomendaria a estas pessoas que tenham cuidado com o juízo de Deus. Agora, medite você mesmo caro leitor no texto abaixo, e tire suas conclusões sem distorcer esta verdade e sem achar uma saidinha teológica para corroborar com o que você pensa ou aprendeu sobre este ensino. Cuidado, se você estiver sob pastoreio de alguém que se divorciou e se casou de novo, provavelmente ele vai amenizar o valor deste texto ou vai ensinar errado para seus pastoreados. Pense nisto, e que Deus te abençoe.

"Quem se divorciar de sua mulher e se casar com outra mulher estará cometendo adultério, e o homem que se casar com uma mulher divorciada estará cometendo adultério.

Todo aquele que repudia sua mulher e casa com outra, comete adultério; e quem casa com a que foi repudiada pelo marido, também comete adultério. 
-- Versão Almeida Atualizada

Qualquer que deixa sua mulher e casa com outra adultera; e aquele que casa com a repudiada pelo marido adultera também.   Versão Almeida Revista e Corrigida

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço e será um prazer receber seu comentário que depois de aprovado será publicado.