sexta-feira, 5 de junho de 2015

“Eu nasci assim, eu cresci assim, vou ser sempre assim

     “Eu nasci assim, eu cresci assim, vou ser sempre assim. Esse é um lema (ideia) muito citado no cotidiano de muitas pessoas e também citado em uma música muito conhecida, mas que tem que ser melhor repensado. Respeito as ideias é básico para se viver em harmonia nesta sociedade tão diversificada. No entanto, respeitar não significa concordar com tudo que se ouve ou o que se vê. O homem jamais pode perder sua capacidade de análise e se for preciso deve mudar sim, para melhor, e isto de forma bem direcionada até mesmo para que ele não siga uma direção só porque lhe parece a melhor e mais prazerosa a seus próprios olhos. Agora o que precisamos lembrar, é que cada um de nós pode até administrar o momento, mas não pode administrar o futuro. Nós não sabemos se no dia de amanhã, estaremos vivos ou mortos!? O que sabemos é que nós não criamos a nós mesmo, e um dia prestaremos contas de nossos atos àquele que nos criou que é o Senhor de toda terra e criador de todas as coisas que é Deus. Nas Escrituras Sagradas, encontramos as diretrizes deste Deus para cada um de nós, a quem sim, prestaremos conta do que fizemos ou deixamos de fazer em relação aos seus ensinos sagrados. Portanto dizer que nasci assim, cresci assim e vou viver assim, não é um conceito adequado de se respaldar nossas atitudes e comportamentos, tendo em vista que não somos senhor de nós mesmos e nem de nosso futuro. Precisamos sim, conhecer a vontade de Deus que hoje convida a todos os homens para arrepender-se de seus maus caminhos e pecados, antes que chegue o grande dia onde também julgará a humanidade por meio de seu filho Jesus Cristo que hoje esta salvando, mas que um dia sentará no trono do juízo para julgar. 

Quero dizer que não tenho o desejo com este artigo de ofender e nem desrespeitar a quem quer que seja, mas somente convidar o dileto leitor que reflita e não siga um caminho ou uma direção, só porque muitos a seguem, é preciso pensar nas consequências que pode advir desta decisão. 

Quero deixar estes textos abaixo, para você meditar se assim o desejar.
Porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos; como também alguns dos vossos poetas disseram: Pois somos também sua geração. Sendo nós, pois, geração de Deus, não havemos de cuidar que a divindade seja semelhante ao ouro, ou à prata, ou à pedra esculpida por artifício e imaginação dos homens
Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam; Porquanto tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do homem que destinou; e disso deu certeza a todos, ressuscitando-o dentre os mortos. Atos 17:28-31.

Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.
E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.
Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas.
Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.

Adalberto Pimentel da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço e será um prazer receber seu comentário que depois de aprovado será publicado.