quinta-feira, 30 de abril de 2015

NOVA VIDA PELO NOVO NASCIMENTO

        "A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo". João 3:3,7.
       O Novo Nascimento não é uma mera mudança exterior, não é uma simples mudança de vida, nem esforçar-se para ter uma vida melhor. O Novo Nascimento é a linha divisória entre o Céu e o inferno. Aos olhos de Deus há somente dois tipos de pessoas nesta terra: aquelas que estão mortas em pecados e aquelas que andam em novidade de vida, ou seja, renascidas em Cristo. No âmbito físico, não há um estado entre a vida e a morte. Um homem ou está morto ou está vivo. O Novo Nascimento é um milagre realizado em nós, sobre o qual podemos estar pessoalmente conscientes. É uma maravilha interna e eterna. "Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne. Porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis". Ezequiel 36:26-27.
    Ou somos santos ou pecadores, espiritualmente vivos ou espiritualmente mortos, filhos de Deus ou filhos do diabo. Em vista deste fato solene, quão significativa é a pergunta: Eu já cri em meu Novo Nascimento em Cristo? Se a resposta é não, e se você morrer nesta condição desejará nunca haver nascido. "Os perversos serão lançados no inferno, e todas as nações que se esquecem de Deus". Salmos 9:17.
     Muitos pensam que o Novo Nascimento é ser batizado, ou ser membro da igreja (Local), ou líder, ou elogiado! Mas isso não é o Novo Nascimento. Se não houver certeza evite evasivas, mas peça ao Senhor que lhe dê a certeza do Novo Nascimento. “Todo o que pede recebe”. O Senhor Jesus Cristo apresenta muitos obreiros sensacionais que naquele dia serão condenados por não terem nascido de novo. "Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade". Mateus 7:22-23.
     Na época do Novo Testamento havia um grupo de líderes religiosos que impunham sobre os outros o peso de seus compromissos religiosos até a última grama. Tinham mais burocracia do que podemos imaginar. Esses líderes religiosos eram os fariseus, boas pessoas em muitos aspectos, mas especialistas no uso incorreto das Leis do Antigo Testamento, considerando-as mais um conjunto de regras complicadas, que meios para o conhecimento da Graça de Deus. Não é de admirar que Jesus dissesse algo pesado sobre eles em Mateus 23:4: "Atam fardos pesados [e difíceis de carregar] e os põem sobre os ombros dos homens; entretanto, eles mesmos nem com o dedo querem movê-los".
       Podemos verificar claramente que eles gostavam de amarrar a religião às costas das pessoas para vê-las se contorcer. O interessante é que embora eles tivessem regras, não tinham realidade; embora fossem admirados como boas pessoas, não tinham Deus. Não importa o quanto eles fossem piedosos, por dentro estavam apodrecendo. Na verdade, embora não soubessem, sua religião era mais um impedimento que uma ajuda, pois eles buscavam a glória de serem vistos pelos homens. "Praticam, porém, todas as suas obras com o fim de serem vistos pelos homens". Mateus 23:5a.
     A partir da queda, A Palavra de Deus compara o ser humano com a serpente e a víbora. Infelizmente não nos compara com um passarinho, ou carneirinho, ou qualquer animal benigno, mas sim com a espécie mais horrível e execrável de toda a criação. "Desviam-se os ímpios desde a sua concepção; nascem e já se desencaminham, proferindo mentiras. Têm peçonha semelhante à peçonha da serpente; são como a víbora surda, que tapa os ouvidos". Salmos 58:3-4.
       Eu ficaria muito triste se alguém pensasse que o Evangelho diz aos homens: “Sim, Deus é amor, e porque Deus é amor, Ele perdoa você em Jesus Cristo. Muito bem, por causa disso, vira-se uma nova folha e se começa a viver uma nova vida”. Isso seria para mim uma negação do Evangelho. Não, O Evangelho não simplesmente perdoa você e insta com você a voltar e viver uma vida melhor. Ele te dá uma Nova Vida. Ele propõe fazer-nos filhos de Deus, e nos tornar co-participantes da natureza divina. Sua mensagem é que Deus vem habitar em nós. Você não está entregue a si mesmo, você não está sendo enviado novamente à tarefa de tentar melhorar a si mesmo. Deus dá a você uma Nova Vida, um novo começo, um novo princípio. Você se torna um novo homem, e se verá num novo mundo, com um novo poder e uma nova esperança. "E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas". 2 Coríntios 5:17.
      Por mais que seu passado seja manchado, por mais que seu presente seja confuso, por mais que seu futuro pareça sem esperança, há uma saída. Há uma saída certa, segura e duradoura, mas apenas uma! Jesus disse que é preciso renascer! Você pode recomeçar a vida nova e melhor que pediu. Pode se livrar do eu desprezado e pecador e se transformar em uma nova pessoa, em um ser puro e tranquilo, cujos pecados foram apagados. A Bíblia diz que Jesus ao morrer na cruz nos incluiu em seu corpo. "Sabendo isto: que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos; porquanto quem morreu está justificado do pecado". Romanos 6:6-7.
      A condição do pecador é esta: Não tem paz, vive cansado e oprimido, dependente de medicamentos para dormir, viciado em álcool ou drogas, a beira do suicídio, o casamento próximo da destruição, ou já destruído, é um adúltero, um impuro, idólatra, contencioso, invejoso, ciumento, maldizente, ladrão, injusto, roubador, vivendo em orgias. “Os piores encontram-se escondidos entre os bancos e púlpitos das igrejas (Locais), tendo aparência de santos, mas nunca foram libertos dos seus pecados”. Não seria o seu caso? Estar na igreja (Local) não significa estar no Reino de Deus. Conhecer as Escrituras sem o Novo Nascimento não garante a entrada no Reino de Deus. "Jesus respondeu a um escriba entendido em Bíblia: Vendo Jesus que ele havia respondido sabiamente, declarou-lhe: Não estás longe do Reino de Deus. E já ninguém mais ousava interrogá-lo". Marcos 12:34.
   Temos certeza que o Novo Nascimento é obra divina na experiência humana; Deus pode fazer isto em qualquer pessoa.               Você e eu precisamos morrer para o pecado. Pois não há outro processo de renascer senão pela morte. "Insensato! O que tu semeias não nasce se primeiro não morrer". 1 Coríntios 15:36.
     Assim sendo, Jesus nos fez morrer em seu corpo. Jesus ao ser levantando da terra, na cruz, nos atraiu no seu corpo e nos fez co-participantes da morte. "E eu, quando for levantado da terra, todos atrairei a mim". João 12:32.
     Cada um de nós que cremos no Senhor, morremos em seu corpo. "Porque o amor de Cristo nos constrange, julgando nós assim: que se um morreu por todos, LOGO TODOS MORRERAM". 2 Coríntios 5:14. Amém! Bom da para você.

Pr Claudio Morandi

https://www.facebook.com/claudioamorandi/posts/946316015400465

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço e será um prazer receber seu comentário que depois de aprovado será publicado.