terça-feira, 28 de outubro de 2014

Parricidas e Matricidas Obstinados

Texto para meditação
   Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela usa legitimamente; Sabendo isto, que a lei não é feita para o justo, mas para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores, para os profanos e irreligiosos, para os parricidas e matricidas, para os homicidas, Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens, para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina, 1 Timóteo 1:8-10.

      Parricida ou matricidas
   Pessoa ou pessoas que matam pais, mães, ou qualquer outro ascendente legítimo. Crime com fúria parricida. É algo que vem aumentando e se agravando a cada dia principalmente dentro dos lares. Não é incomum lermos nos jornais ou fontes de notícias diversas, sobre filhos e filhas (nas garras do maligno) que influenciados pelas más influências do mundo acabaram por ganância, maldade, rebeldia matando o pai, mãe, irmão ou seu semelhante. É o resultado da catastrófica cultura ou política de criação dos homens do tempo do fim, em virtude também de uma educação divorciada dos princípios divinos que deveriam nortear a educação do homem. 
      Se palavras matassem, muitos pais e mães já estariam mortos, mas uma coisa é certa, há parricidas e matricidas, que estão matando seus pais e mães aos poucos, com reflexos negativos para toda família. São tantos dissabores, tristezas, angustias, maus tratos, ingratidão que aos poucos vão minando a vida, a alegria, a saúde e por fim, trazendo a morte ou no mínimo a depressão. É triste ver pelas notícias da mídia, o desespero de ver o filho ou afilha drogada, prostituída que uma hora ou outra poderá receber a notícia da morte deste filho ou desta filha que a muito tempo não lhes deu mais atenção. Você já observou prezado leitor, casos no cotidiano em que mães e pais, estão sendo acuados, ameaçados e que vivem o desespero do medo porque sabem que a qualquer momento podem até perder a vida devido as agressões e a malignidade de seus filhos?  Viver com pessoas assim, é como viver na ante-sala do inferno, os presentes chegam a sentir o calor das chamas.  Parricida ou matricidas, não se refere apenas a jovens não, há muitos marmanjos já avançados (as) na idade que se ainda não mataram os pais de desgosto e depressão, das duas uma, ou vão matar ou vão continuar torturando com suas atitudes e ofensas e mau comportamento. Eles são como nos diz o texto, irreligiosos, isto quer dizer que são contra tudo que se chama Deus e inimigos do evangelho, são ainda obstinados ou seja, não se reconciliam nem com os pais e nem com Deus, salvo raras exceções.  
      Com todo respeito a você dileto leitor que talvez não seja alvo deste artigo, mas deixo aqui um recado para você que é potencialmente assassino de pai e (ou) mãe, se você não se arrepender (não estou me referindo aquele remorso hipócrita que pede perdão hoje e amanha volta a repetir a mesma coisa), mas do verdadeiro arrependimento (que te faz abandonar o pecado e mudar de atitude), a maldição da lei estará sobre você e a condenação ao inferno será certa. Você pode até ter a sensação de que o que você faz não é anormal, mas um dia virá em que você terá que responder pelas suas más atitudes para com seus pais e família. Pense nisto, e mude enquanto a oportunidade lhe é estendida. O fim de todo rebelde, orgulhoso, malvado, prepotente, desrespeitoso ou é a cadeia, ou a morte e consequentemente o inferno. Pense nisto, não pense você que você irá continuar maltratando as pessoas e principalmente seus pais e mães e irmãos, tirando a paz de todos inclusive dos vizinhos e vai ficar por isto mesmo. Uma hora a casa cai para você. Mude de vida enquanto é tempo seu parricida. 

Pb Adalberto Pimentel da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço e será um prazer receber seu comentário que depois de aprovado será publicado.