sábado, 29 de março de 2014

COISAS QUE VOCÊ NÃO PODE FAZER PARA A GLÓRIA DE DEUS

Texto 1 - Não sabeis que sois santuário de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destrói o santuário de Deus, Deus o destruirá; pois o santuário de Deus, que sois vós, santo é. 1 Coríntios capítulo 3:16-17

Texto 2 - “Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus” (1Co 10.31).

      Nestes textos, o apostolo Paulo se refere aos que frequentavam a igreja porque, só podem ser templo do Espírito Santo, quem nasceu da água e do espírito conforme diz a Escritura Sagrada. Mas independente de fazer parte ou não dos remidos, todos prestarão conta pelo que fizerem com seu corpo físico, sua alma e seu espírito. Tudo que fazemos ou vai glorificar a Deus, ou será carnal ou diabólico.
      Quanto aos vícios, não creio que alguém que faz uso de drogas, tabagismo, ou está viciado seja com que tipo de vício for, possa fazer isto para a glória de Deus.
      Os vícios de bebidas alcoólicas, drogas e jogos de azar trazem dentre vários os seguintes danos: pobreza, separação no lar e no casamento, tristeza, imundície, danos no caráter, má influência para as crianças (filhos e netos e por aí vai) e muitas vezes a morte. Não estou nem colocando aqui outros vícios perniciosos como a pornografia, prostituição, homossexualismo, pedofilia e outros desta classe. Infelizmente, o vício do tabagismo, jogos de azar ou bebidas alcoólicas entram em casa por meio daquele ou daquela (pai ou mãe) que deveriam ser os primeiros a protegerem seus filhos. Já vi muitos casos de homens e mulheres que ao receberem seu salário, mas ao chegarem em casa, não trouxeram nada porque deixaram tudo no bar ou na mesa dos jogos ou para o traficante. Quem sofre sempre é a coitada da esposa, que procura até onde aguenta, tolerar este mau caráter que não a valoriza como esposa e como pessoa.       No caso do viciado em drogas, muitas vezes ele não tem um pingo de consideração pela mãe, pelo pai, sem amor e sem afeto, subtrai tudo de dentro do lar para comprar drogas e coloca a família em perigo quando não pode pagar por seu vício. Se você é viciado, tenha consciência enquanto é tempo, e saia desta imundície deste vício, porque o fim de muitos tem sido a morte.

O QUE DIZ A BÍBLIA A RESPEITO DOS BÊBADOS? NÃO ENTRARÃO NO REINO DE DEUS.(I Cor. 6:10)
1. O vinho e a bebida forte fazem errar e desencaminhar até o sacerdote e o profeta. Isa. 28:7, 8.
2. Há uma maldição para os que seguem a bebedice. Isa 5:11, e outra maldição para os que dão bebida ao seu próximo. Hab. 2:15.
3. As bebidas alcoólicas são escarnecedoras e alvoroçadoras. Prov. 20:1.
4. O ideal é nem olhar para o vinho, pois é traiçoeiro, quanto mais usá-lo! Prov. 23:31, 32.
5. O beberrão cai em pobreza. Prov. 23:20, 21.
Não vos embriagueis com vinho, mas enchei-vos do Espírito. Ef. 5:18. A bebida alcoólica é incompatível com o Espírito Santo, conforme deixa claro a conjunção adversativa “mas”. É CLARO QUE SEMPRE HAVERÁ LUGAR PARA O ARREPENDIMENTO, E DEUS PROMETE LIBERTAÇÃO PARA QUEM A DESEJA REALMENTE, E NÃO DA BOCA PARA FORA COMO VEMOS TANTOS CASOS POR AÍ.

CONCLUSÃO
E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai” (Cl 3.17). 

      Se você acha que jogar baralho por exemplo que trás tanta destruição e pobreza e é porta de entrada para vícios, piadas e coisas piores que estas, então, tente fazer isto para a glória de Deus sem ser hipócrita. Meu desejo jamais é te ofender, mas expressar esta terrível realidade que tem destruído tanta gente e tantos lares. Pense nisto. Pb Adalberto Pimentel da Silva.

sexta-feira, 14 de março de 2014

Uma mensagem muito especial para você meditar

Meditação em Mateus capítulo 6, a partir do verso 1
1 Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus.

2 Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.

3 Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita;

4 Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente.

5 E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.

6 Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.

7 E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos.

8 Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes.

9 Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome;

10 Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;

11 O pão nosso de cada dia nos dá hoje;

12 E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;

13 E não nos conduzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.

14 Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós;

15 Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.

16 E, quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram os seus rostos, para que aos homens pareça que jejuam. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.

17 Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto,

18 Para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.

19 Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam;

20 Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.

21 Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.

22 A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz;

23 Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas!

24 Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.

25 Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?

26 Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?

27 E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?

28 E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam;

29 E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.

30 Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?

31 Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?

32 Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;

33 Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.

34 Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.

domingo, 9 de março de 2014

Artigo da Igreja da Fé Apostólica - EUA

Por Bobbi Downey
janeiro/fevereiro 2014
Estimado amigo,
Que Deus lhe conceda um ano maravilhoso em 2014 com muitas bênçãos! Como o salmista nos recorda, “Bendito seja o Senhor, que de dia em dia nos cumula de benefícios: o Deus que é a nossa salvação” (Salmo 68:19). Não cabe dúvida que somos filhos de um Deus gracioso.
Durante o mês de dezembro ocorreram muitos eventos em nossa igreja para celebrar e compartilhar a mensagem do nascimento de Jesus. Ele veio na forma de homem para demonstrar o amor de Deus pela Sua criação e fazer um caminho para alcançarmos o Céu.
No começo de dezembro a igreja e o acampamento foram decorados e no segundo final de semana de dezembro tivemos a nossa celebração por três dias “Natal no Acampamento”. As crianças da escola dominical acompanhadas pelos adultos membros da igreja se fantasiaram e participaram numa Caminhada de Natal ao vivo. O passeio de trator levou os visitantes pelo acampamento onde eles podiam ver milhares de luzes e decorações. As partes igualmente populares foram Belém, o camelo e também a cafeteria onde eram servidos bolachas e chocolate quente.
Outro evento de Natal foi o programa da escola dominical para crianças. Todos se fantasiaram para o Natal, crianças de dois a seis anos cantaram canções fáceis a respeito do nascimento de Jesus com muito entusiasmo. Vários dos meninos vestidos com coletes vermelhos cantavam ao mesmo tempo em que estavam marchando dentro do santuário tocando seus tambores. Jovens pianistas, violinistas e cantores com idades até doze anos, tocaram e cantaram canções especiais. Os seus dons, dados já tão cedo pelo Senhor, continuarão a desabrochar na medida em que eles perseguem seus talentos musicais.
O concerto dos adultos na noite do domingo no dia vinte e dois de dezembro incluiu uma pequena peça de teatro e música do coro e da orquestra. O musical foi escrito e encenado como se fosse nos dias atuais: dois homens esperando por pessoas da sua família no shopping center estavam conversando a respeito dos desafios que eles enfrentavam. Deus rompeu pelo ruído e a agitação das atividades ao redor e falou aos seus corações. Eles se deram conta de que Ele poderia corrigir o que estava errado ou faltando em seus corações. O nosso desejo é que todos os homens, mulheres e crianças possam reconhecer quando Deus fala com eles e possam responder ao amor que Ele oferece.
No primeiro domingo de 2014 o nosso pastor, Darrel Lee, nos animou a cultivar o bom hábito da oração, como os apóstolos fizeram. Em Atos 4:23-31 eles oraram em um acordo e receberam ousadia para pregar no nome de Jesus. Para sermos saudáveis como Cristãos e como igreja, não queremos apenas orar individualmente, mas também coletivamente. Deus se reúne conosco em Sua casa individualmente quando nós nos aproximamos dEle.

Associando Filipenses 3:17-20 e Efésios 2:1-8, um pastor declarou que depois que o Senhor nos dá vida espiritualmente, somos cidadãos do Céu! Sabemos que os nossos nomes estão escritos no Céu quando a vida velha se foi. Algumas pessoas erram em esforçar-se a viver piedosamente nos seus próprios esforços sem receber a salvação verdadeira. Quando nós nos aproximamos a Deus com arrependimento, Ele faz a Sua parte perdoando-nos e transformando as nossas vidas! Ele coloca Seu Espírito nos nossos corações, possibilitando-nos obedecer a Sua Palavra. Guiados pelo Seu Espirito estamos caminhando para nossa casa celestial.

No fim de janeiro, Darrel Lee nos exortou a tomar uma posição definitiva como Cristãos. Chamados “Cristãos” pela primeira vez em Antioquia (veja Atos 11:26), esses primeiro discípulos enfrentaram perseguição. A doutrina tradicional nos dias de hoje é impopular, mas as pessoas ainda precisam entender que o pecado separa de Deus. Para escapar do Inferno, as pessoas ainda precisam se arrepender e entregar-se a Deus. Em vez de tentar de identificar-se com algo que não somos, parecendo ou comportando-se como o mundo, nós encontramos a nossa verdadeira identidade em Jesus como alguém que pertence a Ele.

Testemunhos pessoais foram dados sobre o poder de Deus para salvar o pecador e manter a Cristã. Um homem contou que não tinha nenhum desejo de voltar a sua vida antiga de pecado. Ainda que ele se ressentisse da maneira piedosa na qual fora criado, ele sabia que as orações da sua mãe o haviam protegido durante o tempo em que serviu no exército. Depois que foi dispensado do serviço militar, um companheiro de trabalho o convidou para uma reunião de jovens. Ele disse, “Eu ouvi os testemunhos de uns jovens que realmente ficaram gravados no meu coração.” Ele decidiu que queria o que esses jovens tinham. Ele orou e Deus o salvou fazendo uma mudança real na sua vida.

Uma jovem moça disse que mesmo não tendo sido criada numa casa Cristã ela queria fazer o que fosse correto. Quando ela tinha quatorze anos uma amiga lhe disse que Jesus morreu por ela. No seu coração ela instantaneamente soube que isto era o que estivera buscando por toda a sua vida. Ela simplesmente orou com a fé de uma criança deixando que o Senhor viesse com Sua paz e alegria.

Mais de uma pessoa compartilhou como o Senhor havia tirado cargas pesadas deles. Ele deu sono tranqüilo, ajudou com problemas que eram difíceis de entender, e acalmou suas tempestades. Eles somente tiveram que dar os seus problemas a Ele!

Todas essas histórias verdadeiras nos afirmam que Deus tem cuidado de nós (1 Pedro 5:7). Ele tem tempo para os detalhes que nos preocupam, desde a perda das chaves até a devolução de uma carteira perdida com todas as coisas dentro sem terem sido tocadas. Nossas orações estão com você para que Ele anime o seu coração enquanto Ele zela por você com amor e misericórdia todos os dias.

Em Seu serviço,

Igreja da Fé Apostólica