quinta-feira, 8 de agosto de 2013

VEREMOS BÍBLIAS SENDO QUEIMADAS?

      Corremos o risco de vermos as Bíblias sendo queimadas pelo governo. O Projeto de Lei 6418/2005, se aprovado, ordenará a destruição de toda literatura que tenha textos contrários ao homossexualismo. Há projetos de lei, apoiados pelo partido do governo, que contrariam e afrontam a Palavra de Deus, e até mesmo propiciam perseguição aos evangélicos. O Plano Nacional de Direitos Humanos, de autoria da Presidência da República, por meio da Subchefia para Assuntos Jurídicos da Casa Civil, estabelece ações visando aprovação dos projetos de lei do “casamento” homossexual, da adoção de crianças por parte de “casais” homossexuais, da legalização do aborto livre, bem como a aceitação da prostituição como atividade profissional, etc. Também há vários projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional visando restringir os cultos aos templos, dificultando programas evangélicos na TV, e os cultos evangelísticos ao ar livre. O Projeto de Lei 4.270/04[/b] determina que comentários contra práticas de outros grupos religiosos sejam passíveis de ação civil. Assim, não poderemos condenar a idolatria, feitiçaria, e outras práticas condenadas pela Bíblia, se tal projeto for aprovado.
      O pastor Pascoal Piragini (PIB Curitiba, ex presidente da Ordem dos Pastores Batistas do Brasil) pronunciou-se contra tais projetos de lei e diretrizes do Plano Nacional de Direitos Humanos, e foi ameaçado de processo pelo líder do PT do Paraná deputado Enio Verri (A Ordem dos Pastores Batistas do Brasil e Os Juristas de Cristo divulgaram declarações de apoio ao pr. Piragini).
      Não podemos misturar política partidária com a igreja. Creio e pratico isto a 27 anos de ministério. Entretanto, denunciar candidatos e partidos que defendem práticas iníquas consiste em alertar o povo de Deus. É, portanto questão de consciência cristã, e não de política partidária.Meu objetivo é alertar os irmãos quanto à necessidade de escolher bem em quem votam, para não escolherem candidatos ou partidos que afrontam a Palavra de Deus. Mais do que nunca precisamos escolher muito bem em quem votaremos. Caso contrário, a iniqüidade será legalizada em nosso país, a pregação do Evangelho sofrerá sérias conseqüências, e seremos responsáveis diante de Deus por sermos coniventes com tudo isto.
 Pr. Dalton S. Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço e será um prazer receber seu comentário que depois de aprovado será publicado.