terça-feira, 20 de agosto de 2013

Obreiro Aprovado Por Deus


Ministrei este estudo na Reunião Geral de Obreiros da Igreja Assembleia de Deus Ministério da Missão em São Bernardo do Campo

“Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade”. (II Tm. 2.15).

A palavra "obreiro" quer dizer "operário"! A palavra operário quer dizer trabalhador. Aquele que trabalha em uma arte ou ofício!

O obreiro é aquele que se dispõe a comprometer o seu tempo, seus recursos e talentos na Obra de Deus. Ele não se satisfaz apenas entregar seu dízimo e dar suas ofertas. Ele quer dar-se a si mesmo a Deus (II Co 8.5) e para isso, está sempre disposto a arregaçar as mangas e trabalhar.

Manejar bem a palavra significa na linguagem de Paulo “fazer um corte reto”. O pedreiro constrói uma parede em linha reta. O carpinteiro risca a obra em linha reta. O agricultor ara a terra em linha reta. Semelhantemente, o obreiro do Senhor que interpreta a Bíblia terá que interpretá-la corretamente em linha reta!

Para conseguir este resultado, o interprete da palavra terá que ter uma disposição especial para o estudo proveitoso da sagrada Escritura. Como poderá uma pessoa irreverente, inconstante, impaciente e imprudente, estudar e interpretar devidamente um livro tão profundo e altamente espiritual como Bíblia? Necessariamente, tais pessoas julgarão seu conteúdo como o cego às cores. Para o estudo em boa compreensão da Bíblia necessita-se, pois pelo menos, de um espírito respeitoso e dócil, amante da verdade, paciente no estudo e adotado de prudência.

“Manejar bem” significa usar as faculdades racionais, a inteligência.

DISPOSIÇÃO E DISPONIBILIDADE

Paulo também exortou a Timóteo: Procura apresentar-te a Deus, como obreiro que não tem que se envergonhar...” A palavra “procura” (no original Grego, “spoudason”) significa “apresar-se, se diligente“.

Obreiro diligente (2:14-19). Enquanto muitos no mundo religioso se enrolam com questões de doutrinas de igrejas e teologia humana, o servo de Deus precisa se afadigar no estudo da palavra da verdade (2:15). Quem busca contendas de doutrinas e segue toda idéia nova gasta seu tempo e corrompe outros com sua falta de confiança na simples palavra de Deus

Quando somos chamados por Deus, temos que estar dispostos e disponíveis.

Um obreiro indisposto trabalha com má vontade, e por isso, não produz conforme a vontade de Deus. (I Co 9.16-17)

Onde não há disposição, boa vontade, também não há resultados.

O obreiro indisposto é sempre vagaroso, descuidado, negligente, e por isso mesmo corre o risco de ser desqualificado por Deus. (Rm 12.11)

Se não for pra fazer bem feito, é melhor não fazer. Tudo o que fizermos para Deus deve ter a marca da excelência, não da negligência. (Jr 48.10)

Deve haver no coração do obreiro a disposição de gastar-se completamente na Obra de Deus. (II Co 12.15)

Além da disposição, não pode faltar disponibilidade. Trabalhar para Deus não pode ser um hobby, um passatempo, uma distração, mas uma prioridade. O obreiro deve estar sempre disponível pra Deus.

A expressão “eis-me aqui”, significa “aqui estou eu, pronto para atender”.
Paulo avisa contra o perigo de fraude nas interpretações das escrituras em (II Co. 4:2), dizendo “Rejeita as coisas que por vergonha, se ocultam, não andando com a astúcia nem falsificando a Palavra de Deus”.

“Falsificar no original significa pegar com isca”.

Portanto tem o sentido de falsificar e corromper. Pedro referiu-se ás epistolas de Paulo dizendo que nelas havia “Certas coisas difíceis de entender, que os ignorantes e instáveis deturpam, como tanto, deturpam as demais Escrituras, para a própria destruição deles” (II Pe. 3:15, 16). É muito importante que saibamos não “deturpar”, mas sim interpretar corretamente (fazer um corte em linha reta!).
Fonte: http://gutembergmaciel.blogspot.com.br/2011/03/curiosidades-biblicas.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço e será um prazer receber seu comentário que depois de aprovado será publicado.