quarta-feira, 10 de julho de 2013

Muitos ficarão fora...


Hebreus 4:9-10 – “Assim, ainda resta um descanso para o povo de Deus; pois todo aquele que entra no descanso de Deus, também descansa das suas obras, como Deus descansou das suas.”

Introdução:
Quando Deus veio habitar em nossas vidas, Ele começou uma grande mudança em nosso coração, que é a Sua casa. Deus, além de Criador, é um decorador da natureza e de tudo que Ele coloca a mão. Na criação da natureza, Deus fez tudo com muitas cores e sempre se renovando e mudando de cores a cada estação. Como diz Max Lucado: “Quando Deus entra em uma vida, Ele vai logo mudando as coisas de lugares.” O quadro de tristeza, Ele coloca um quadro de alegria. A cama do sofrimento e da dor, Ele troca por uma cama de descanso e de paz. A sala das brigas e contendas, Ele troca por uma sala de harmonia e oração. A cozinha da escassez e da fome, Ele troca por uma cozinha da abundância e da fartura. Essa é a casa que ele habita aqui na terra hoje. Mas Deus preparou uma casa para nós habitarmos com Ele para sempre. Um lugar todo decorado e lindo. Mansões celestiais, ruas de ouro, muros de jaspe e pedras preciosas, rios de águas cristalinas. Um lugar que jamais envelhecerá e nem aqueles que morarão nela. O tempo não apagará o brilho das pedras. Nada contaminará aquele lugar. É o que Deus tem preparado para aqueles que O amam. Jesus disse em João 14:1 "Na casa de meu Pai há muitas moradas...". - A casa do Pai é um lugar de descanso, conforto, proteção, alegria e paz..
- A casa do Pai é um lugar de glória, de honra e de festa contínua na presença de Deus. - A casa do Pai é um lugar de comunhão, de vida e de unção.
Mas muitos, ficarão de fora desta Casa, para sempre! Por quê?
I - Ficarão de fora por causa da dureza do coração do homem. Heb. 3:12 -“Cuidado, irmãos, para que nenhum de vocês tenha coração perverso e incrédulo, que se afaste do Deus vivo.”
Aqueles que recebem a Palavra de Deus mas não abrem o coração para ela.
Aqueles que na verdade não crêem na Palavra de Deus. (Heb. 3:9; 11) – “...onde os seus antepassados me tentaram, pondo-me à prova, apesar de, durante quarenta anos, terem visto o que eu fiz.... assim jurei na minha ira: Jamais entrarão no meu descanso.”

II - Ficarão de fora por causa da vulgar prática do pecado do homem (Heb. 3:7-11) “Contra quem Deus esteve irado durante quarenta anos? Não foi contra aqueles que pecaram, cujos corpos caíram no deserto? E a quem jurou que nunca haveriam de entrar no seu descanso? Não foi àqueles que foram desobedientes? Vemos, assim, que por causa da incredulidade não puderam entrar.” “
- Aqueles que não renunciam o pecado de suas vidas.
- Aqueles que permitem que o pecado reine em suas vidas.
- Aqueles que não tem temor de Deus. (Quando Moisés se ausentou para o Monte de Deus, o povo se assentou para comer, beber e se divertir na prostituição)
III -Ficarão de fora por causa da desobediência do homem. (Heb. 4:6) – “Portanto, resta entrarem alguns naquele descanso, e aqueles a quem anteriormente as boas novas foram pregadas não entraram, por causa da desobediência.”
- Aqueles que não encaram com seriedade a Palavra de Deus.
- Aqueles que acham que não precisam dar satisfação de suas práticas a ninguém.
- Aqueles que se rebelam contra os líderes que Deus levantou. (Datã, Abirão e Coré)
IV - Ficarão de fora por causa da falta de fé do homem. (Heb. 4:2) – “Pois as boas novas foram pregadas também a nós, tanto quanto a eles; mas a mensagem que lhes ouviram de nada lhes valeu, pois não foi acompanhada de fé por aqueles que a ouviram.”
- Aqueles que não crêem nas Promessas de Deus para suas vidas.
- Aqueles que não se apropriam da palavra de Deus.
- Aqueles que não confiam no Senhor.
- O povo de Israel, no deserto, não confiou que realmente Deus iria cumprir o que prometeu.
V - Ainda resta uma esperança para os que estão fora da casa do Pai:
(Heb. 4:14-16) – “Portanto, visto que temos um grande sumo sacerdote que adentrou os céus, Jesus, o Filho de Deus, apeguemo-nos com toda firmeza à fé que professamos, pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado. Assim, aproximemo-nos do trono da graça com toda confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento de necessidade.”
Fonte:http://www.igrejasermaodamontanha.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço e será um prazer receber seu comentário que depois de aprovado será publicado.