quarta-feira, 10 de julho de 2013

Jardim Fechado


A Bíblia nos conta que, desde o princípio, o plano de Deus era se relacionar com o ser humano em perfeita harmonia. Quando o pecado entrou na história, este relacionamento foi quebrado e o ser humano ficou separado de Deus. Então, Ele fez a ponte de ligação conosco, enviando Jesus (João 3.16). Aqueles que são salvos por este amor são chamados de Igreja, a Noiva de Cristo, que foi resgatada por Ele. Jesus se entregou por amor a esta noiva. Você sabe qual foi a recompensa que Jesus recebeu por ter dado a vida para morrer na cruz? Foi você. Fui eu. Foi a noiva. Nós somos a recompensa! A noiva é a recompensa!

Por toda a Palavra encontramos esta referência do amor de Cristo por nós, como o amor de um noivo para com sua noiva. E existe um livro dedicado somente a isto, que é o Cântico dos Cânticos, ou Cantares de Salomão. Este livro descreve o amor, a paixão, o desejo do noivo, que representa Cristo, para com sua noiva, que representa eu e você, a Igreja. Cantares 4.12 é uma declaração do Noivo para a Noiva. Ele a compara com um “jardim fechado”. Jesus lhe chama de “jardim fechado”. Mas o que vem a ser isso?

Um jardim fechado é uma propriedade privada. Ali só entram pessoas autorizadas, pessoas que o dono do jardim permite entrar. Existe uma placa: “Entrada somente para pessoas autorizadas”. Neste jardim fechado tudo é cuidado, feito exatamente como o dono do jardim determina. Ele planta o que quer, ele tira o que quer. Ele rega, ele poda, ele zela pelo bem do jardim. Ele protege o jardim porque é dele. Assim somos eu e você. Nós, como noiva de Cristo, somos este jardim fechado. Somos propriedade exclusiva de Deus, como está escrito em I Pedro 2.9,10. Quando entendemos isso, que não somos mais de nós mesmos, nós zelamos pela santidade na nossa vida. Nós procuramos fazer tudo o que o agrada o nosso noivo. Nós nos guardamos para ele em primeiro lugar, porque somos sua noiva, somos apaixonados por ele.
 
Jardim fechado – relacionamentos

Quem sabe, na sua vida, muito estrago foi feito no seu jardim por pessoas que não lhe ajudaram, mas lhe atrapalharam, lhe feriram, bagunçaram a sua vida. Você tem que tomar cuidado com as influências que recebe. Com quem você anda? Quem entra na sua vida? Será que estas pessoas estão fazendo o seu “jardim” ficar mais bonito ou estão estragando o que o Senhor plantou? Meu pai sempre me dizia: “Filha, seja um jardim fechado. Não conte os seus segredos para todo mundo, seja reservada”. É melhor andar sozinho por um tempo do que mal acompanhado.
 
Jardim fechado – olhos, ouvidos e pensamentos

Como jardim fechado, propriedade exclusiva do Senhor, você vai se comprometendo cada dia mais a guardar os seus olhos. A Bíblia diz que os olhos são a lâmpada da alma. O que você vê lhe influencia, lhe guia. Se você assiste programas na TV, filmes, que são cheios de cenas de sexo, violência, desobediência aos pais, essas coisas vão influenciando você sutilmente. Quando alguém lê uma revista pornográfica ou vê uma cena suja, aquelas imagens ficam registradas no cérebro e o inimigo fica lançando setas para trazer isso à lembrança toda hora. Você precisa vigiar para não abrir o portão do jardim para as feras virem e devorarem, destruírem você.

O que ouvimos também nos influencia. Quanto mais você ouvir músicas que edificam a sua alma, que ajudam no seu relacionamento com Deus, mais pertinho dele você estar e mais cuidado será o seu “jardim”. Que tipo de conversa você escuta? No que você fica pensando? Em piadinhas sujas, histórias “picantes”, músicas cheias de sensualidade? Isso tudo vai entrando e sujando o “jardim”. Uma vez ouvi uma mulher de Deus falar que “mente vazia é oficina do diabo”. A Bíblia nos ensina, em Colossenses 3.1-3, a ocupar a nossa mente com os pensamentos de Deus. Quando você, que é este “jardim fechado”, propriedade exclusiva de Deus, peca, você se sente muito triste porque é como se o “jardim” tivesse sido invadido, machucado. O problema é que nós mesmos abrimos o portão para deixar o pecado entrar.
 
Jesus está vindo buscar a sua Noiva

Quando Jesus voltar e vier nos buscar, vai levar uma noiva apaixonada por ele. Ele não vem buscar uma noiva desleixada, que não se cuida, que não espera ansiosamente pelo dia de se encontrar com o Amado. Pelo contrário, ele vem buscar uma noiva pura, santa, intensa, e vai acontecer um casamento no céu! Serão as bodas do cordeiro com a Igreja. E as vestes da noiva são brancas porque ela se lavou no sangue do cordeiro! Pode acontecer de você pecar novamente. Mas o santo não é aquele que nunca peca; é aquele que sempre se limpa!
Fonte:http://www.igrejasermaodamontanha.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço e será um prazer receber seu comentário que depois de aprovado será publicado.