quarta-feira, 10 de julho de 2013

Filhos ou servos



LUCAS 5:23 trazei também o bezerro, cevado e matai-o; comamos, e regozijemo-nos,
24 porque este meu filho estava morto, e reviveu; tinha-se perdido, e foi achado. E começaram a regozijar-se.
25 Ora, o seu filho mais velho estava no campo; e quando voltava, ao aproximar-se de casa, ouviu a música e as danças;
26 e chegando um dos servos, perguntou-lhe que era aquilo.
27 Respondeu-lhe este: Chegou teu irmão; e teu pai matou o bezerro cevado, porque o recebeu são e salvo.
28 Mas ele se indignou e não queria entrar. Saiu então o pai e instava com ele.
29 Ele, porém, respondeu ao pai: Eis que há tantos anos te sirvo, e nunca transgredi um mandamento teu; contudo nunca me deste um cabrito para eu me regozijar com meus amigos;
30 vindo, porém, este teu filho, que desperdiçou os teus bens com as meretrizes, mataste-lhe o bezerro cevado.
31 Replicou-lhe o pai: Filho, tu sempre estás comigo, e tudo o que é meu é teu;
32 era justo, porém, regozijarmo-nos e alegramo-nos, porque este teu irmão estava morto, e reviveu; tinha-se perdido, e foi achado.

O Senhor me revelou 3 situações nesta parábola:

1-    O filho (crente) que se afasta de Deus, cai no mundo, se machuca e volta para o Pai maltratado.
2-    O filho que vem ao Pai para requerer sua parte da herança, para com ela adquirir bens materiais.
3-    O filho que não se reconhece como filho.
 
Sabemos que Jesus ao narrar essa parábola, ele estava referindo-se ao judeu como sendo o filho mais velho. Pois o judeu seguia a lei, com a visão de serviçal, e não entenderiam como poderiam os gentios ser salvos e terem os mesmos direitos que eles.

O Senhor me deu o entendimento, que hoje no meio do seu povo, há filhos que não se reconhecem como tal. E tem a visão do serviçal, que não tem direitos além do que foi pago pelo trabalho.
 
Muitos não têm a visão que estão sempre junto ao Pai, e se não usufruem os bens do Pai, é por não se acharem dignos.
O maior bem que nos é dado pelo Senhor, é a vida eterna, mas o Senhor está dirigindo esta mensagem para os salvos em Cristo Jesus. Então, nós, os salvos, os filhos, temos como maior bem após a vida eterna, os dons.

O Senhor deu-me o entendimento, que muitos dos críticos ferrenhos ao batismo do Espírito Santo, o fazem, por terem a visão de serviçais. Não entendem como pode alguém receber tal batismo, e eles há tanto tempo servindo a Deus, nunca receberam nada.
Há pouco tempo um famoso pregador, criticou o batismo do Espírito Santo, alegando que batismo é este que vem para uns e não para outros.

Mas o foco desta mensagem está no fato de muitos virem a Casa do Senhor, e não receberem o que buscam por não se reconhecerem como filhos, como herdeiros do Reino e co-herdeiros com Cristo das promessas do Senhor a seu povo.
Sobre nossas vidas, que foram lavadas no sangue de Jesus, estão as bênçãos dadas por Deus a Abraão.
Para que possamos nos reconhecer como filhos, é necessário termos o entendimento do que é ser filho de Deus.

1-O filho de Deus é todo aquele que aceitou a Jesus como Senhor e Salvador.
»JOÃO 1
12 Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus;
13 os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus.

2- O filho é obediente à vontade do Pai, mesmo que essa vontade, a seus olhos lhe pareça ruim.
»MATEUS 26
39 E adiantando-se um pouco, prostrou-se com o rosto em terra e orou, dizendo: Meu Pai, se é possível, passa de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres.
42 Retirando-se mais uma vez, orou, dizendo: Pai meu, se este cálice não pode passar sem que eu o beba, faça-se a tua vontade.
 
3-O filho conhece intimamente o Pai.
»MATEUS 11
27 Todas as coisas me foram entregues por meu Pai; e ninguém conhece plenamente o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece plenamente o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar.
 
4-O filho se parece com o Pai.
»JOÃO 14
8 Disse-lhe Felipe: Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta.
9 Respondeu-lhe Jesus: Há tanto tempo que estou convosco, e ainda não me conheces, Felipe? Quem me viu a mim, viu o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai?

Para nos parecermos com DEUS, é necessário que sejamos parecidos com Cristo.
»GÁLATAS 2
20 Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé no filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.
 
5-O filho entrega toda glória ao Pai.
»JOÃO 5
19 Disse-lhes, pois, Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que o Filho de si mesmo nada pode fazer, senão o que vir o Pai fazer; porque tudo quanto ele faz, o Filho o faz igualmente.
 
6-O filho serve ao Pai por amor e não por obrigação.
»MATEUS 20
28 assim como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos.

 7-O filho serve ao Pai sem esperar recompensa.
»JOÃO 6
27 Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do homem vos dará; pois neste, Deus, o Pai, imprimiu o seu selo.
 
O servo de Deus, nos dias atuais é o filho.
O filho serve ao Pai com alegria e amor. O filho não visa sua prosperidade, mas a prosperidade do Reino do Pai. O filho serve o Pai sem esperar receber nada em troca, mas tendo a certeza de que tudo que pertence ao Pai é seu por direito.

As sete características do filho, são características de Jesus.
Para sermos verdadeiramente filhos de Deus, é necessário que a cada dia sacrifiquemos o velho homem, para adquirirmos o caráter de Jesus.
Adquirir o caráter de Cristo, quer dizer, aniquilar a natureza Adâmica que tende para o pecado e buscar a natureza de Jesus, o filho que serve plenamente ao Pai.

Deus quer ver em nós a imagem do seu Filho, Ele deseja que tenhamos o caráter de Jesus impresso em nosso ser.
Fonte:http://www.igrejasermaodamontanha.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço e será um prazer receber seu comentário que depois de aprovado será publicado.