sábado, 25 de maio de 2013

"Passos rumo ao abismo."



       Como no Brasil, os europeus também são muito chegados a “curtir a noite”. A principal diversão dos jovens europeus é reunir-se com os amigos para beber e usar drogas em discotecas (ou boates) ou em lugares abertos, como é o caso do já tradicional botellón espanhol. São verdadeiros carnavais semanais onde também está presente a promiscuidade sexual e que já se tornaram um problema de ordem pública em alguns países, como o que aconteceu em uma pequena cidade holandesa invadida por milhares de arruaceiros convidados por engano a uma festa que era para ser particular.
       Qualquer cristão pode encontrar em sua Bíblia diversos textos que recomendam viver uma vida consagrada ao Senhor, se afastando daquilo que os pode corromper. Mesmo assim abundam as notícias de cristãos que abandonam a fé e se distanciam completamente da igreja por participar desses “eventos sociais”, aos quais acabam sendo empurrados a ir pelo medo de estarem sozinhos, já que muitas igrejas possuem poucos jovens e durante a semana um dos assuntos mais comuns entre os grupos de amigos na escola, no trabalho ou na universidade é como foi e como será a próxima festa.
        Alguém acostumado com o contexto evangélico brasileiro, de igrejas cheias de jovens e onde são comuns atividades para estar rodeados de outros cristãos, pode pensar que essa situação descrita não é tão grave assim ou que talvez o problema seja imaturidade na fé, falta de disciplina, falta de orientação dos líderes, etc. Pelo contrário: a realidade afeta até aqueles tidos como exemplo de espiritualidade. Não só os jovens europeus, mas até brasileiros e jovens de outras nacionalidades que chegam com uma bagagem espiritual aparentemente grande e abandonam a convivência com os irmãos para conviver com a imoralidade.
       Justamente esse detalhe tem preocupado os missionários que atuam na Europa, já que ao olharem para o Brasil observam que algumas igrejas estão seguindo os mesmos passos do pós-cristianismo que as igrejas europeias seguiram, principalmente na questão da permissividade. Atividades que antes eram escândalo para um cristão passam a ser tratadas como “normais” ou não tão danosas, baseados em uma interpretação oportunista de textos como Eclesiastes 11.9 ou 1ª Coríntios 10:23 e omissos ao que está escrito em outros tantos textos como 1ª Coríntios 10:31, 2ª Coríntios 7:1, Efésios 1:4 ou 1ª Pedro 1:14-16.
        Por isso, é importante que as igrejas estejam cientes do cuidado e atenção especial que devem dar aos seus jovens, especialmente aos estudantes que decidem partir para uma experiência de estudos na Europa, para que não sigam o exemplo da maior parque dos cristãos europeus, que abraçaram o liberalismo e o secularismo, abandonando a fé genuína, caminhando rumo ao abismo.
Mateus Rodrigues
Fonte: http://www.missaoeuropa.com/#!passos-rumo-ao-abismo/c17ux

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço e será um prazer receber seu comentário que depois de aprovado será publicado.