domingo, 19 de maio de 2013

Deuteronômio 18.9-13

         "Quando entrarem na terra que o SENHOR, o seu Deus, lhes dá, não procurem imitar as coisas repugnantes que as nações de lá praticam. Não permitam que se ache alguém entre vocês que queime em sacrifício o seu filho ou a sua filha; que pratique adivinhação, ou se dedique à magia, ou faça presságios, ou pratique feitiçaria ou faça encantamentos; que seja médium, consulte os espíritos ou consulte os mortos. O SENHOR tem repugnância por quem pratica essas coisas... Permaneçam inculpáveis perante o SENHOR, o seu Deus."
          Estas são passagens importantes relativas às práticas proibidas de sacrifícios e de investigação do futuro, que eram seguidas pelas nações pagãs no passado e continuam hoje em dia com a mesma intensidade.    
          Muitas vezes com outra roupagem, atualmente, mas vindas de uma mesma fonte, “o diabo”.
          O item relativo ao sacrifício que está sendo condenado relaciona-se com o culto prestado a Moloque (compare esta passagens: (Lv. 18.21; 20.2-5; Dt. 12.31; Jr. 19.5; Ez. 16.21; 23.37) “Não entregue os seus filhos para serem sacrificados a Moloque. Não profanem o nome do seu Deus. Eu sou o SENHOR... Diga aos israelitas: Qualquer israelita ou estrangeiro residente em Israel que entregara um dos seus filhos a Moloque, terá que ser executado. O povo da terra o apedrejará. Voltarei o meu rosto contra ele e o eliminarei do meio do seu povo; pois deu os seus filhos a Moloque, contaminando assim o meu santuário e profanando o meu santo nome. Se o povo deliberadamente fechar os olhos quando alguém entregar um dos seus filhos a Moloque, e deixar de executá-lo, voltarei o meu rosto contra aquele homem e contra o seu clã, e eliminarei do meio do seu povo tanto ele quanto todos os que o seguem, prostituindo-se com Moloque... Não adorem o SENHOR, o seu Deus, da maneira como fazem essas nações, porque, ao adorarem os seus deuses, elas fazem todo tipo de coisas repugnantes que o SENHOR odeia, como queimar seus filhos e filhas no fogo em sacrifícios aos seus deuses... Construíram nos montes os altares dedicados a Baal, para queimarem os seus filhos como holocaustos oferecidos a Baal, coisa que não ordenei, da qual nunca falei nem jamais me veio à mente... Você abateu os meus filhos e os sacrificou para os ídolos!... pois elas cometeram adultério e há sangue em suas mãos. Cometeram adultério com seus ídolos; até os seus filhos, que elas geraram para mim, sacrificaram aos ídolos.” (NVI)).
         Perguntamos: Quem pode ser o “Moloque” hoje em dia a quem muitos estão entregando seus filhos:

- Pode ser a omissão da responsabilidade em cuidar deles com toda a atenção,

- Não ensina-los sobre o caminho correto para uma vida de santidade;

- O egoísmo do pai e da mãe por outros empreendimentos que não seja dar o amor por seus próprios filhos;

- As drogas;

- O sexo antes do casamento. O mundo prega uma idéia errada sobre a virgindade dizendo que tudo é livre e aquele que se guarda é antiquado ou careta;

- As idéias incutidas pelas novelas e os programas de um modo geral desempenham um instrumento eficaz nos planos de Satanás para incutir ensinamentos e comportamentos que vão contra a mentalidade e os mandamentos de SENHOR;

- As “amizades” que os filhos possuem, devem ser conhecidas pelos pais para que eles possam investigar uma possível “má influência”;

- Deixar de ensina-los a distinguir o que é sagrado do profano.

- Etc...
Continuando com o estudo das passagens Bíblicas de (Dt. 18.9-13), as oito práticas condenadas pelo SENHOR para determinação do futuro são estas:
1) Do adivinhador – os métodos são apresentados em (Ez. 21.21) “Pois o rei da Babilônia parará no local de onde partem as duas estradas para sortear a escolha. Ele lançará a sorte com flechas, consultará os ídolos da família, examinará o fígado.” (NVI);
2) Do prognosticador – possivelmente referindo-se à feitiçaria ou astrologia. Veja este exemplo entre muitos na Palavra – Sobre a feitiçaria: (I Sm. 15.23) “Pois a rebeldia é como o pecado da feitiçaria, e a arrogância como o mal da idolatria. Assim como você rejeitou a palavra do SENHOR, ele o rejeitou como rei”;
Astrologia – (Dt. 4.19) “E para que, ao erguerem os olhos ao céu e virem o sol, a lua e as estrelas, todos os corpos celestes, vocês não se desviem e se prostrem diante deles, e prestem culto àquilo que o SENHOR, o seu Deus, distribuiu a todos os povos debaixo do céu.” (NVI);
3) Do agoureiro – aquele que faz prognósticos (podem ser inseridos aqui, atualmente, a pratica dos jogos de sorte, tais como: megasena, bingos, loteria esportiva, telesena, etc., muitas vezes praticadas dissimuladamente por crentes). No Dicionário Michaelis, o termo “agoureiro” significa: Augúrio, presságio. 2. Qualquer sinal tido por prenúncio de sucessos futuros. 3. Presságio de coisa má. Muitos de nós substituímos a fé em Jesus em situações difíceis, por um tipo agouro, seguido de murmuração. Devemos dizer: A situação está difícil, a doença está judiando, mas eu sei, que o Senhor Jesus, não importa o tempo que levar, vai me consolar e me livrar de tudo isto.
4) Do feiticeiro – Aquele que faz uso da magia, ou fórmulas ou encantamentos. A mídia e mundo do entretenimento colocou em cartaz o filme de “Harry Potter”, com uma aparência de inocência, mas com uma mensagem oculta dos poderes do mal às pessoas sem discernimento espiritual.
5) Dos encantadores – (Sl. 58.4-5) “Seu veneno é como veneno de serpente; tapam os ouvidos, como a cobra que se faz de surda para não ouvir a música dos encantadores, que fazem encantamentos com tanta habilidade”.
6) De quem consulta espírito adivinhante – (Is. 8.19; Dt. 18.10a) “Quando disserem a vocês: "Procurem um médium ou alguém que consulte os espíritos e murmure encantamentos, pois todos recorrem a seus deuses e aos mortos em favor dos vivos... Não permitam que se ache alguém entre vocês ... que pratique adivinhação.” (NVI).
7) Do necromante – aquele que procura interrogar os mortos. (Is. 26.14) “Agora eles estão mortos, não viverão; são sombras, não ressuscitarão. Tu os castigaste e os levaste à ruína; apagaste por completo a lembrança deles!”. O que estas pessoas consultam são espíritos malignos, pois o único que ressuscitou, foi o Senhor Jesus, que intercede agora por nós junto ao Pai.
ELE venceu a morte. Aleluia!!!!!!!
Mauro C. Graner

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço e será um prazer receber seu comentário que depois de aprovado será publicado.